22 de mar de 2008

Soneto VI

Vives vagando no tempo morrendo
Sonhando em vão nos amores perfeitos
E na tristeza dormindo gemendo
Sem o acudir dos puros Sentimentos

Sente restar somente sofrimentos,
Sofrimentos, tormentos, vão crescendo...
O trágico sentido dos Eleitos
Os que vivem como tu, falecendo

Neste círculo selvagem da vida,
Nessa esfera em que andais,sempre sozinho,
Anseia uma Mão-suave- estendida

Para cobrir-lhe com luz e carinho,
Tornar tua vida mais viva e forte,
Para amenizar esta tua morte...