26 de dez de 2008

Olhando-Me

Vi,claramente visto,o rosto todo
sem cor-fosco-, impossível distinguir
se havia riso,pranto ou suor...
Dos olhos ao tronco ,tudo oco.
Contudo carregavas sobre os ombros
o dobro do peso de si mesmo;
quilos e quilos de sentimentos.
(Num misto metaforico;
de orgãos,
de cerebro,
de sangue,
de ossos
...)